Armazenar correctamente os seus pneus

Helder Pinto

O armazenamento deve ser sempre efectuado:

  • Em local limpo, arejado, seco, com temperaturas moderadas e devidamente ventilado, ao abrigo da luz direta do sol e do mau tempo;
  • Longe de substâncias químicas, solventes ou hidrocarbonetos suceptíveis de alterar a natureza da borracha;
  • Longe de objectos susceptíveis de perfurar a borracha (pontas de metal, madeiras, etc.);
  • Longe de todas as fontes de calor, de chamas, de corpos incandescentes, de equipamentos que possam provocar faíscas ou descargas elétricas e de todas as fontes de ozono (transformadores, motores elétricos, postos de soldadura, etc.).

Uma má manutenção do pneu pode induzir danos irreparáveis e ter consequências graves ou mesmo fatais para o operador.

Com o objectivo de eliminar os riscos de deterioração dos talões e as consequências resultantes desse dano, aconselhamos:

  • Não içar o pneu directamente com o gancho da grua;
  • Utilizar cintas planas (e não cabos metálicos ou correntes);
  • Pegar no pneu sob o piso e não pelos talões quando se usa um empilhador;
  • Cumprir as instruções de segurança em vigor na empresa.

Os operadores devem utilizar sempre os seus equipamentos de proteção.

Reparar corretamente o pneu

Helder Pinto

As reparações devem ser sempre efectuadas por um profissional formado e qualificado.

A reparação é sempre precedida do exame minucioso do pneu, efectuado por um especialista credenciado para o efeito.

 Nem todos os danos podem ser reparados. Um pneu que rodou com baixa pressão ou vazio, pode ter danos irreversíveis e, só a verificação detalhada do interior do mesmo, permitirá diagnosticar a possibilidade ou não de voltar a rodar.

A desmontagem do pneu é, portanto, indispensável para avaliar com segurança o seu estado real e o tipo de reparação a efectuar.

Controlar Pressão Pneus

Helder Pinto

Uma pressão correta dos pneus é um factor de primordial importância, não só no que ao seu desempenho diz respeito, mas também relativamente à sua segurança. A pressão correcta é essencial para o bom comportamento do veículo (comportamento dinâmico, travagem, etc.), bem como para conservar e garantir a integridade do pneu.

Uma pressão insuficiente ou excessiva pode afectar significativamente o desempenho do pneu. Uma pressão insuficiente acarreta uma subida anormal da temperatura de funcionamento, que pode provocar a degradação irreversível dos componentes internos, provocando a destruição do pneu e o seu esvaziamento brutal.

Uma pressão excessiva pode provocar um desgaste rápido e irregular, provocando um aumento da sensibilidade aos choques (deterioração da banda de rolamento, ruptura da carcaça, etc.).

A pressão dos pneus deve respeitar sempre a recomendação do fabricante.

A pressão de utilização só pode ser dada pelo especialista da marca que levará em conta os critérios de utilização do pneu (tipo de máquinas, natureza dos solos, comprimento dos ciclos, materiais transportados, cargas, etc.).

Fazer uma boa manutenção nos seus pneus

Helder Pinto

Os pneus devem ser examinados periódicamente a fim de identificar desgastes irregulares e eventuais danos. Os furos, cortes, deformações visíveis ao nível do piso, das paredes laterais ou das zonas baixas, devem ser examinados detalhadamente por um especialista de pneus. O mesmo deve ser feito para detectar deteriorações na respectiva jante.

Escolher bem os Pneus

Helder Pinto

Saber eleger pneus OTR é fundamental na obtenção do seu máximo potencial de vida útil.

Fase 1: Definir o tipo de utilização

A classificação internacional define 4 tipos de utilização. O vínculo do pneu a um de esses tipos de utilização está indicado na sua parede lateral.

  • C : Compactadora
  • G : Grader (niveladora)
  • E : Earthmoving (transportar)
  • L : Loader and bulldozer (carregar)

 Fase 2: Analisar as condições de utilização e a natureza do(s) solo(s)

Existem diferentes tipos de profundidades e desenhos de piso. A escolha do tipo de desenho do piso depende essencialmente do tipo de solo e das condições de utilização: aderência, risco de cortes e desgaste rápido. O máximo rendimento e rentabilidade da operação, depende em grande medida da escolha acertada do pneu.

  • 1 : Linha (profundidade do piso ou desenho do piso normal)
  • 2 : Tração (produndidade do piso normal)
  • 3 : Normal (Tração (produndidate de escultura normal)
  • 4 : Profundo (piso profundo)
  • 5 : Muito profundo (piso muito profundo)
  • 7 : Flutuação (desenho do piso normal)

A solução deve ser sempre adaptada às condições de utilização.

Fase 3: Conhecer o seu TKPH

Para escolher o pneu mais adequado à sua operação, teremos que saber qual é o seu TKPH. O TKPH (Tonelada Km por Hora) é, sem lugar a dúvidas, uma característica essencial da capacidade de trabalho do pneu. Para uma mesma medida e desenho do piso, podem existir diferentes tipos de composto de borracha, cada uma associada a um TKPH distinto. Os valores do TKPH figuram nas características de cada pneu.

Dependem da capacidade de carga de cada medida, do número de Km permitidos a cada hora e por tipo de pneu, a uma temperatura ambiente normalizada de 38 °C.

marcacao-pneus

Recomendações Gerais

Helder Pinto

Tudo o que deve saber sobre os pneus OTR (Engenharia Civil, Obras Publicas e Minas).

O pneu é o único elo de contato entre o veículo e o solo.

Deve procurar manter a qualidade e o desempenho dos seus pneus, por forma a garantir a suas prestações e a segurança dos operadores das respectivas máquinas.

Saber interpretar as informações inscritas nas paredes laterais dos pneus

As informações inscritas na parade lateral do pneu ajudam na escolha do produto mais adaptado às suas necessidades.

Enthusiastically mesh long-term high-impact infrastructures

Helder Pinto

Aliquam eget metus tempus, vestibulum sapien nec, volutpat lacus. In consequat at neque ut rhoncus. Phasellus porta metus ut sagittis dictum. Nullam pretium posuere dui, non tincidunt dui. Duis ornare lorem et ante suscipit, rutrum tincidunt quam volutpat. Praesent id sapien vel sapien suscipit aliquam sed ac mauris. Donec aliquet sit amet eros eu cursus.

1 2 3 4